Artigo - Amor e Inspiração

Ano passado, assisti o filme Love & Mercy. A história de Brian Wilson do The Beach Boys.

O filme é incrível e há duas coisas que podemos aprender. Não se preocupe, não há spoilers. :)

1 - Bom Trabalho, Traz Mais Bom Trabalho.

Quando Brian Wilson ouviu o álbum “Rubber Soul” dos Beatles pela primeira vez, ele ficou impressionado.

No mesmo período, ele pediu aos outros membros da banda pra não sair mais em turnê. Ele queria se dedicar as idéias e composições.

Ele não era um ótimo exemplo de colaborador, mas era apaixonado e acreditava no que queria fazer. E ele foi brilhante!

Quase sozinho, escreveu e compôs todos os arranjos de todas as músicas do álbum “Pet Sounds”, um dos melhores discos de todos os tempos.

Os Beatles o inspiraram a fazer algo melhor.

Não foi ciúme, foi sobre inspiração.

Ele testou outros tipos de instrumentos e arranjos, que nenhuma banda de rock tinha testado.

“Pet Sounds” foi lançado e o próprio Paul McCartney disse: “God Only Knows é a melhor música já escrita”.

Depois de “Pet Sounds”, os Beatles foram inspirados e gravaram “Sgt. Pepper's Lonely Hearts Club Band”.

Depois do "Sgt. Pepper's”, Brian Wilson foi inspirado novamente e escreveu o aclamado single “Good Vibrations”.

Uma coisa levou à outra.

Um inspirou o outro.

Na música, às vezes temos o hábito de criticar e invejar o trabalho de outros compositores.

Mas eu costumo dizer que quanto mais músicas ruins são criadas, mais difícil é criar músicas boas.

Então, estou sempre tentando me inspirar no trabalho de outras pessoas.

Eu tento deixar meu ego e ciúmes de lado e me concentro na inspiração.

É o que Paul McCartney fez com Brian Wilson e Brian Wilson com Paul McCartney.

Respeitando e admirando um ao outro.

2 - Sempre haverá alguém tentando minimizar você.

No filme, fica claro que Brian Wilson foi jogado pra baixo em toda a sua vida.

Quando criança, seu pai foi violento e o jogava ele pra baixo.

Quando ele gravou “Pet Sounds”, a banda puxou ele pra baixo. Eles queriam fazer um disco bem mais comercial.

Quando ele estava tendo problemas com drogas, seu terapeuta o puxou para baixo para manter Brian sob seu total controle.

Quando Melinda Ledbetter, sua atual esposa, decidiu ajudá-lo, Brian finalmente seguiu em frente com sua vida e finalmente gravou o seu antigo projeto “Smile”.

Na música, temos esses tipos de pessoas.

Os que não gostam de colaborar, com grandes egos e minimizando todo mundo.

E os que jogam as pessoas pra cima, lutando pelas boas ideias e respeitando todo mundo.

Parafraseando um amigo, o líder empurra o melhor das pessoas e o chefe puxa o que é melhor para si mesmo.

Seja inspirado, não seja ciumento.

Empurre as pessoas, não as derrube.

E vá assistir o filme! :)

ArtigoBruno Ribeiro